Rasgar Silêncios convida sobreviventes de violência doméstica à escrita de cartas

De Quarta, Abril 15, 2020 até Quinta, Maio 14, 2020 · Coolabora em parceria com outras entidades
O projecto Rasgar Silêncios continua a receber cartas e outros registos escritos de sobreviventes de violência, sob o lema “a escrita transforma”. E neste contexto de confinamento, lançou a campanha “A Carta que Nunca Escrevi”. As cartas podem ser entregues através de um formulário Google, disponível em https://forms.gle/DLqWH8BS9qihBWWT6, que permite às pessoas escreverem e partilharem as suas histórias de violência, em condições de absoluto anonimato.

O Rasgar Silêncios é um projecto de intervenção com mulheres sobreviventes de crimes de violência doméstica e de género que usa a escrita autobiográfica como ferramenta que facilita a transformação individual e a superação de situações traumáticas.

As oficinas de escrita estão suspensas, devido à COVID-19, mas sabemos que a escrita transforma e queremos dar continuidade a este processo, através dos relatos de sobreviventes.

A mensagem da campanha é clara: A sua história é importante e pode ajudar outras mulheres que vivem ou viveram situações de violência. Partilhe-a connosco e ajude a mudar outras histórias.

As cartas que nunca escrevi fazem parte do projecto Rasgar Silêncios. São anónimas e podem ser enviadas para: rasgarsilencios@gmail.com para ou https://forms.gle/DLqWH8BS9qihBWWT6

O Rasgar Silêncios é promovido pela CooLabora, em parceria com o Município da Covilhã, a Quarta Parede e a Universidade da Beira Interior- FCSH.  É financiado pelo Programa Cidadãos Ativ@s / Active Citizens Fund, gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian em parceria com a Fundação Bissaya Barreto.

 

RSS   Facebook

 

 

CooLabora, CRL — Intervenção Social
Rua Combatentes da Grande Guerra, 62
6200-020 Covilhã PT
Tel./Fax: +351 275335427
Tlm.: +351 967455775
GPS: 40.282151, -7.504082

© 2011—2020 · CooLabora, CRL · Todos os direitos reservados.